E as famílias

Temas como a orientação sexual ou identidade de gênero geralmente são temas complexos de abordar no seio familiar. Complexo não significa necessariamente problemático ou, ainda menos, que é um tema com uma conotação negativa.

Quando uma criança, um adolescente ou um adulto, com pais heterossexuais, se apresenta como lésbica, é comum que os pais tenham dificuldade em lidar com o assunto, especialmente porque é uma realidade que não é sua. Atualmente, o tema LGBTQ é amplamente abordado na paisagem social, política e cultural. A familiaridade com a temática e a presença de pessoas homossexuais nas nossas vidas diárias aumentou a tolerância e promoveu a igualdade de direitos, pelo menos nos países da Europa Ocidental.

A maneira como cada um de nós lida com a sua homossexualidade, seja ao nível individual seja no contexto familiar e social, é individual e certamente não há maneiras corretas e erradas.

Quando se trata da questão de ter um filho (ou filhos), este tema assume diferentes contornos.
Em primeiro lugar, a criança será filha de alguém, mas ao mesmo tempo também uma neta, sobrinha, sobrinho, primo, e assim por diante. Você certamente não quererá privar seu filho da possibilidade de relações com uma família mais alargada, com a qual você pode compartilhar experiências e, se tudo correr bem, lhe darão, a sua esposa e seu filho ?falta texto?.

Quando se trata da questão de ter um filho (ou filhos), este tema assume diferentes contornos.
Em primeiro lugar, a criança será filha de alguém, mas ao mesmo tempo também uma neta, sobrinha, sobrinho, primo, e assim por diante. Você certamente não quer privar seu filho da possibilidade de relacionamentos com uma família maior, com a qual ele pode compartilhar experiências e afetos. Além disso, se as coisas correrem bem, essas pessoas podem ser um grande apoio para si, a sua esposa e o seu filho.

Se você vai ter uma criança com a sua conjugê, dê às vossas famílias a possibilidade de fazer parte desse projeto. Se o seu plano passar pela adoção, leve em consideração que, para si e a sua parceira, este é um assunto amplamente discutido, pensado e refletido durante um longo período de tempo. Mas para aqueles que estão à sua volta, a situação pode assumir um caráter súbito e inesperado.
Não é fácil dizer a alguém, que não estava à espera, que será avó / avô e ao mesmo tempo apresentá-la(o) a um neto, com 3 ou 4 anos. Dê-lhes tempo!

Os seus filhos serão um factor que promoverá a coesão interna da família. Eles facilitarão as conversas, promoverão momentos de relaxamento e muitos sorrisos.