Temos gémeos

Quando se decide optar por um processo de reprodução medicamente assistida através de FIV (fertilização in vitro), é comum fazer-se a implantação de dois embriões. Neste contexto a probabilidade de gémeos (distintos) aumenta. Assim, de repente, a decisão de ter um filho pode significar dois bebes de uma só vez.

No contexto de uma FIV terá seguramente oportunidade de falar com o seu médico e esclarecer a maioria das suas dúvidas. Uma questão que se coloca com frequência prende-se com o número de embriões que irão ser implantados.

Por um lado, implantar mais de um embrião aumenta a probabilidade de gravidez, por outro implantar dois ou mais embriões aumenta a probabilidade de gravidez gemelar. Atualmente (e ao contrário do que se passava até há alguns anos) não é comum propor-se a implantação de mais de dois embriões. Assim, a dúvida que mais frequentemente se coloca é a de decidir implantar um ou dois embriões.

Se não se colocarem questões específicas do foro médico, deve ponderar a decisão e fazer parte desta. O que é, para si (e para a sua parceira) fundamental? Aumentar a probabilidade de uma gravidez ou reduzir a probabilidade de gêmeos?

Ter gêmeos coloca desafios idênticos aos desafios de ter um único bebê mas coloca outros tantos muito específicos.

A gravidez de gêmeos é, desde logo, uma gravidez com maiores riscos tanto para a grávida como para os fetos.